sábado, 14 de janeiro de 2017

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Envelhecendo


Me dobro e me desdobro
fingindo nunca cansar.
Com minha alma ferida
durmo e sonho e vem lembranças
da juventude perdida.
sorrindo pra não chorar,
eu ando, eu corro e danço
entre as tulipas e margaridas.

Frágil


Minha alma é tão forte...
mas meu coração é tão frágil...
parece que bate apenas
pra que eu possa te amar.

Mulher cor do sol


Mulher
cor de sol
de luz
de dia feliz
de certezas
e de fatos
Mulher mãe
Ou apenas
Mulher
Majestosa...

Poesia amarga - poesia



Sonhei que escrevia poesias...
Acordei com boca amarga e seca
Como palavras ditas sem pensar
em momentos de triste agonia.
Poesia é imagem do espelho
que reflete olhares que fingem
almas que vagam
que não querem para seu corpo voltar